AlimentaçãoCachorroCachorro pode comer gengibre?

28 de agosto de 2020by advivaosanimais0
https://vivaosanimais.com.br/wp-content/uploads/2020/08/Cachorro-pode-comer-gengibr.jpg

A alimentação dos cães é sempre alvo de muitas dúvidas, uma vez que todo tutor deseja garantir o máximo possível de bem estar ao seu pet.

Com isso, muitos acabam aderindo a dieta natural, composta basicamente por verduras, legumes e boas fontes de proteína.

No entanto, é comum que ocorram alguns questionamentos quanto ao uso de temperos, afinal de contas, cachorro pode comer gengibre?

Se esta é uma de suas dúvidas, não é mais preciso procurar respostas, pois aqui estamos trazendo todas as informações a respeito do consumo do gengibre e de algumas outras plantas e temperos.

Por isso, se desejar apostar em uma alimentação nutritiva e livre de riscos, não deixe de acompanhar!

Afinal de contas, cachorro pode comer gengibre?

Os cães que tem a dieta resumida ao consumo de ração e produtos do gênero não chegam a gerar preocupação aos tutores em relação aos sabores.

Já aqueles que rejeitam os alimentos para pets necessitam de um pouco mais de atenção, visto que será preciso investir em uma alimentação equilibrada.

Se formos consultar as recomendações dos veterinários, basicamente veremos que há um consenso de que a dieta natural deve ser composta principalmente por proteínas de origem animal (carne ou frango), alguns tipos de grãos (em especial o arroz branco), e seletos exemplares de verduras e legumes.

No entanto, embora os cães venham a demonstrar interesse nos primeiros dias, depois de um tempo isso muda, já que o sabor não é mais novidade, necessitando de um novo aroma.

É neste momento que muitos tutores acabam questionando sobre temperos, por pensarem que um condimento pode atrair o paladar do pet.

De fato os temperos podem auxiliar, visto que trazem um aroma agradável e possuem alguns benefícios para a saúde, mas apenas alguns deles podem ser utilizados.

Mas, será que cachorro pode comer gengibre? Afinal de contas, a raiz não é necessariamente um tempero, certo?

O gengibre não é um alimento proibido para cães, podendo até mesmo fazer parte da dieta, já que conta com muitas vitaminas e nutrientes essenciais para a saúde do pet.

Por isso, vale colocar um pouco na alimentação natural, lembrando que não devem ser feitos exageros, a fim de evitar que o cão desenvolva problemas gastrointestinais.

 

Quais temperos podem fazer parte da alimentação dos cães?

Como foi possível conferir, diferente do que muitos pensam, os temperos e condimentos não são totalmente proibidos, de forma que alguns tipos são até benéficos.

No entanto, é importante ter cuidado, uma vez que a escolha errada pode trazer prejuízos graves para a saúde de seu pet, dentre eles a temida intoxicação alimentar, que se não for tratada, pode levar a óbito.

Por isso, fizemos aqui uma seleção de temperos que você pode utilizar nos alimentos de seu cão, mostrando os principais benefícios.

Se necessário, anote as dicas, pois assim você evita cometer equívocos e garante a dieta correta para o seu cachorro!

  1. Sal 

Não há um consenso entre os veterinários de que o sal seja liberado, mas essa discussão existe acerca da quantidade.

O sal em níveis adequados não causa mal algum aos cães, e pode ser muito benéfico para aumentar a palatabilidade dos alimentos.

Se o seu cão costuma rejeitar a alimentação natural com frequência, experimente colocar uma pitada de sal, pois pode resolver o problema.

Nunca é demais ressaltar que a liberação do uso do sal se dá apenas para pequenas quantidades, portanto não exagere!

  1. Salsa 

A salsa é excelente para garantir o bom funcionamento cardiovascular dos cães, além de contribuir com as atividades realizadas pelos rins e pelo fígado.

Tais benefícios se devem ao fato da planta ser rica em antioxidantes, que também ajudam na prevenção do surgimento de câncer.

Antes de usar a salsa é recomendado lavá-la bem, e oferecer preferencialmente crua, já que o cozimento pode acabar retirando parte dos nutrientes.

Salsa 

  1. Coentro 

Uma das grandes preocupações que devemos ter com a saúde dos cães certamente é o combate as bactérias e aos fungos.

O coentro pode ser um ótimo aliado nesta questão, uma vez que auxilia no funcionamento do trato digestivo, prevenindo a proliferação destes microrganismos.

Então, agora que você sabe que cachorro pode comer gengibre, aproveite para incluir estes outros temperos na alimentação de seu pet, deixando-o mais saudável e feliz!

Quais temperos devem ser evitados?

Tão importante quanto saber o que oferecer é justamente selecionar aquilo que jamais deve ser incluído na alimentação dos cães.

Isso é fundamental para evitar que seu cão desenvolva doenças, principalmente quando se trata de temperos, já que a grande maioria não é compatível com o sistema digestivo canino.

A razão pela qual muitos veterinários generalizam a proibição dos temperos é pelo risco de confusão, que pode fazer muitos tutores usarem aqueles que são perigosos.

Para te auxiliar nesta tarefa, trouxemos neste tópico uma seleção de temperos que jamais deve ser oferecida ao seu pet.

Então, busque registrar bem essa informação, pois te ajudará a produzir uma dieta rica, porém sem riscos para a saúde do seu melhor amigo!

  1. Pimentas e condimentos fortes

O uso de pimentas e condimentos do gênero na alimentação dos cães é estritamente proibido, uma vez que pode acarretar em irritações na mucosa bucal e em todo o aparelho digestivo dos cães.

Embora os humanos sejam apreciadores deste tipo de tempero, devemos nos lembrar que o paladar canino é diferente, por isso em nenhuma hipótese acrescente na alimentação de seu cão.

  1. Alho e cebola 

O alho e a cebola fazem parte da culinária de praticamente todo o mundo, de forma que muitos o consideram como a base da cozinha.

No entanto, o estômago canino não se dá bem com as substâncias presentes nestes alimentos, o que pode trazer irritações e até mesmo feridas.

Além disso, os gases da cebola são tóxicos para os cães, o que justifica o fato de muitos deles passarem mal após ingerir o tempero. 

Alho e cebola 

  1. Cebolinha

A cebolinha é um tempero muito usado na culinária brasileira, mas que também não deve fazer parte da dieta canina, em virtude dos motivos explicados anteriormente.

As propriedades maléficas (para os cães) do alho, da cebola e da cebolinha são muito parecidas, então exclua esse item da dieta de seu cachorro!

Neste material foi respondida a questão se cachorro pode comer gengibre, além de apresentarmos outros exemplos que são permitidos e proibidos.

Então, a partir de agora, use as dicas para produzir alimentos saborosos e seguros para os seus pets!

Conheça nosso petshop online, cheio de produtos para seu pet!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *