AlimentaçãoCachorroCachorro pode comer sal?

15 de setembro de 2020by advivaosanimais0
https://vivaosanimais.com.br/wp-content/uploads/2020/09/Cachorro-pode-comer-sal-capa.jpg

A alimentação dos cachorros é tema de questionamento de muitos tutores, visto que todos nós desejamos garantir uma boa nutrição aos nossos amigos de quatro patas.

Os alimentos em si já são alvo de muitas dúvidas, uma vez que existem alguns que não podem ser oferecidos em nenhuma hipótese aos cães,o sal é um exemplo bastante debatido, cachorro pode comer sal?  E quando se trata de tempero, como fica? Podemos colocar sal na comida dos cães? 

Caso você tenha essa dúvida, fique tranquilo (a), pois neste material poderemos solucioná-las, além de dar boas dicas para a nutrição adequada de seu pet.

Então, se deseja aprender mais sobre o assunto, aproveite para conferir todo o conteúdo!

Cachorro pode comer sal?

O sal pode ser considerado como a base da culinária, uma vez que atribui sabor a boa parte dos pratos.

De fato, o sabor trazido por este tipo de tempero é único e indispensável, uma vez que evidencia o todos os demais ingredientes.

Por isso, é praticamente impossível que pensemos em viver totalmente sem sal nos alimentos, pois faz parte da composição dos sabores.

No entanto, quando revertemos esse cenário para os pets, é comum que surjam dúvidas, principalmente se a alimentação de seu cão é natural, ou seja, é feita com alimentos comuns, e não com os próprios para as cães.

A alimentação natural não é prejudicial aos cães, desde que seja feita da forma certa, escolhendo os alimentos corretos para uma boa nutrição.

Ocorre que muitos veterinários indicam que não sejam acrescentados temperos na comida dos pets, pois muitos condimentos podem causar alergias e intoxicações.

Mas, será que cachorro pode comer sal? Afinal de contas, este é um tempero bem básico, certo?

A resposta para esta questão é oferecida por muitos veterinários, que alegam que os cães podem sim ingerir sal, desde que seja oferecido em baixa quantidade;

Boa parte das rações vêm com um pouco do tempero, apenas para dar gosto e gerar interesse nos cães.

É por essa razão que muitos profissionais acabam liberando o sal para a alimentação natural, desde que seja usado com muita cautela e em pequena quantidade.

Quais os riscos do excesso de sal na alimentação dos cães?

No tópico anterior foi possível ver que de fato o sal não é indicado pelos veterinários para a dieta dos cães.

No entanto, esta contraindicação não se deve ao fato do sal causar mal estar ou intoxicações, visto que o organismo dos cães não reage negativamente a pequenas quantidades do tempero.

Cachorro pode comer sal

A proibição ocorre pela possibilidade do aparecimento de doenças provenientes do consumo exacerbado de sódio, que acomete tanto os humanos, quanto os cães.

Dentre as doenças mais comuns, podemos citar:

  • Problemas renais;
  • Hipertensão;
  • Inchaço;
  • Doenças de pele;
  • Entre outras.

Por isso, caso você opte por usar o sal na alimentação de seu cachorro, saiba que não é necessariamente proibido, desde que sejam respeitadas as quantidades ideais.

Os veterinários informam que a quantidade máxima de sal que os cachorros podem ingerir no dia é de 0,03 mg.

Por isso, é sempre indicado que a alimentação dos pets seja feita à base de uma ração de qualidade, visto que a fórmula já apresenta a quantidade ideal para evitar os riscos do consumo exacerbado de sódio.

Mas, se você é adepto à alimentação natural, saiba que pode usar o sal, tendo o máximo cuidado de respeitar as quantias indicadas.

Como temperar a comida dos cachorros?

Quem tem cachorros sabe que muitos deles rejeitam a ração, não aceitando de nenhuma marca ou tipo.

Nesses casos, não temos outra opção, a não ser aceitar a comida natural, feita à base de proteínas animais e vegetais.

No entanto, esses alimentos não possuem tempero, podendo não gerar interesse no cachorro, que poderá rejeitar também este tipo de alimentação.

Para evitar essa situação, o uso de temperos pode ser uma excelente alternativa para aromatizar o alimento e atrair o cão.

Mas, para que traga bons resultados, esta prática deve seguir uma série de cuidados, que vamos explicar agora.

Então, se deseja cuidar do seu pet adequadamente e fazer uma comida saborosa para ele, anote estas dicas, e não deixe de colocá-las em prática!

1. Escolha os temperos certos

Neste material já foi possível conferir que cachorro pode comer sal, desde que seja usado na quantidade correta.

No entanto, o sal não é o único tempero que pode ser usado, pois existem alguns outros que não fazem mal aos cães.

Dentre os exemplos, não podemos nos esquecer da salsa, que tem boas propriedades para a nutrição do cachorro, e também do alecrim, da canela e do manjericão.

Estes são os temperos permitidos, mas não devemos nos esquecer daqueles que devem ser administrados apenas com muita cautela  e autorização de um veterinário caso possam ser ingeridos, que é o caso da cebola, alho e canela.

Todos estes podem trazer problemas gastrointestinais aos cães, por isso procure todas as informações possíveis antes de dar para o seu pet, cada caso é um caso.

2. Se atente para a quantidade

Como vimos, existem temperos que podem ser usados, sendo que muitos deles trazem benefícios para os cães.

No entanto, é fundamental ter cuidado com a quantidade, pois tempero em excesso pode causar irritação, mesmo que não seja tóxico aos cães.

A ideia é sempre usar o tempero para trazer sabor e aroma, portanto não é necessário ou indicado usar em excesso.

O ideal é colocar uma quantidade inferior da quantia que seria usada na comida para seres humanos.

Assim você terá a certeza de estar agradando seu cão, sem abrir mão da saúde dele, que deve estar sempre em primeiro lugar

2. Se atente para a quantidade

3. Consulte sempre um veterinário

Falar sobre o que pode ou não ser oferecido aos cachorros é algo relativo e bastante generalista, já que cada animal possui características e reações únicas.

Por isso, ao pretender temperar a comida de seu cão, é fundamental consultar um veterinário antes, a fim de averiguar se esta mudança é segura para o pet.

Alguns cães podem apresentar sensibilidades até mesmo aos temperos que não são tóxicos, por isso é fundamental manter o máximo possível de cuidado.

Tendo estas precauções, certamente será muito mais simples preparar bons alimentos para o seu pet, tendo a certeza de que ele está bem nutrido e feliz.

Então, agora que sabemos que cachorro pode comer sal e qual a melhor forma de oferecer, não deixe de seguir as dicas e aproveitar os benefícios!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *