Sem categoriaComo proteger o pet de pulgas e carrapatos?

9 de junho de 2021by advivaosanimais0
https://vivaosanimais.com.br/wp-content/uploads/2020/08/A-importância-da-castração.jpg

Como proteger o pet de pulgas e carrapatos?

A melhor forma de prevenir as infestações de pulgas e carrapatos é manter a higiene dos pets em dia, pois além de desagradáveis, esses parasitas podem transmitir doenças e representar um risco à saúde dos animais. Para saber se o seu cão ou gato não está infestado, passe os dedos devagar por toda a pelagem e preste atenção à presença dos parasitas. Em seguida, cheque com atenção a região entre os dedos, as orelhas e virilhas. Esses locais são preferidos para pulgas e carrapatos se alojarem.

Carrapatos

golden retriver

Os carrapatos, por serem maiores, são mais fáceis de serem notados. Eles costumam ficar debaixo das orelhas, do focinho, do pescoço e entre os dedos das patas dos animais. Os pets podem pegar carrapatos tanto por meio do contato com animais que estejam com o parasita quanto em ambientes com vegetação, folhas e madeira contaminados.

Como esses parasitas preferem se alojar em locais mais altos, em frestas e cantos, reentrância de muros, embaixo de telhas e até na cobertura dos canis, a dica é: realize uma dedetização antes de se mudar para uma casa nova.  

Caso encontre um carrapato em seu cão ou gato, retire-o imediatamente, usando luvas e uma pinça, e coloque-o em um recipiente com álcool para matá-lo. Não aperte o carrapato nem o jogue no vaso sanitário, pois ele não irá morrer e continuará infectando outros animais.

Pulgas

Já as pulgas são mais difíceis de serem percebidas, mas elas podem ser encontradas fazendo-se uma inspeção em todo o pelo do animal. Como elas gostam de se instalar em lugares quentes e abafados, é comum encontrá-las nas orelhas, no pescoço, na barriga e próximo à cauda. Contato com animais, ambientes ou objetos infectados são as maneiras mais comuns com que elas contaminam outros cães e gatos. 

Em contato com os pets, pulgas e carrapatos podem levar ao desenvolvimento de verminoses intestinais, dermatite alérgica e doenças hematológicas que causam problemas como anemia, queda de plaquetas, vasculites, lesões renais, alterações medulares e neurológicas.

Além disso, esses parasitas picam também os seres humanos e podem transmitir doenças como a febre maculosa e doença de Lyme. 

Como eliminar pulgas e carrapatos

Raças de cachorro peludos

Existem alguns produtos que podem ajudar a eliminar esses parasitas. Os principais são:

– Shampoos e sabonetes antipulgas e anticarrapatos: agem matando os parasitas na hora do banho; não possuem efeito prolongado;

– Coleiras antipulgas e anticarrapatos: impedem que pulgas e carrapatos se alojem no animal. Seu efeito dura, em média, oito meses;

– Pipetas: produtos de aplicação direta no pelo do animal e, com efeito, prolongado – em média, 30 dias. Não recomendados para uso em filhotes;

– Comprimidos e tabletes de uso oral: oferecem um longo tempo de duração de proteção ao animal (de quatro a 12 semanas, dependendo do produto). Pulgas e carrapatos morrem logo ao morderem o animal, o que impede que eles coloquem ovos.

Esses produtos podem ser usados de maneira preventiva e terapêutica e, dependendo da infestação ou caso o animal seja alérgico, podem ser combinados com até dois ou três tipos de produtos para maior eficácia.

Ao entrarem em contato com pulgas e carrapatos, os pets podem apresentar desde uma simples coceira até doenças infecciosas graves. Para evitar isso, é necessário utilizar produtos com longa duração e eficácia imediata, como os comprimidos de uso oral.

Cuidados com o lar

Os cuidados também devem se estender ao lar. Desinfetar o ambiente também traz resultados, pois apenas 5% das pulgas ficam nos animais e 95%, no ambiente. Então mantenha a casa limpa, troque as roupas dos pets e higienize acessórios como casinhas e caminhas. Produtos como talcos antipulgas, sprays, aerossóis e inseticidas também podem ser utilizados para a limpeza do ambiente. 

Os antipulgas são medicamentos que devem ser administrados regularmente para manter o seu pet protegido. Converse com o seu veterinário para que ele indique o produto mais adequado. 

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *