CachorroDoençasO que é e como tratar sarna demodécica em cachorro?

20 de dezembro de 2021by Michele Leite0
https://vivaosanimais.com.br/wp-content/uploads/2021/12/O-que-é-e-como-tratar-sarna-demodécica-em-cachorro.jpg

Também conhecida como sarna negra, a sarna demodécica é uma doença parasitária que acomete a pele dos cães, causando desconforto e lesões que podem dar origem a feridas mais graves. O problema é causado por um ácaro chamado Demodex canis, que se aloja na base dos pelos e nos folículos pilosos. 

O ácaro causador da sarna demodécica é natural da pele dos cães, e todos os pets desta espécie apresentam o Demodex canis. Quando o sistema imunológico do animal está funcionando adequadamente, este ácaro não causa problemas, mas quando a imunidade do pet cai a população de ácaros se multiplica e as lesões aparecem. 

A sarna demodécica pode se desenvolver de duas formas: localizada ou generalizada. O primeiro tipo, como o nome indica, atinge regiões específicas do organismo do cão, principalmente a cabeça e membros inferiores. Os casos generalizados são mais raros, mas preocupantes, afetando o corpo inteiro do pet. 

Quais as causas mais comuns da sarna demodécica?

A sarna demodédica é consequente da baixa imunidade do pet, o que pode ser ocasionado por diversos fatores. De modo geral, qualquer estresse sistêmico que afete o sistema imunológico do pet pode fazer com que a doença se manifeste, desde mudanças bruscas na rotina, ausência repentina de uma pessoa e até infecções ou inflamações. 

A doença é mais comum em filhotes entre 12 e 18 meses, que estão em uma fase da vida em que os anticorpos herdados da mãe estão escassos, mas o sistema imune ainda está terminando de se desenvolver. Quando o problema se manifesta em adultos, é necessário investigar a presença de uma doença mais séria. 

Quais as causas mais comuns da sarna demodécica?

A genética também tem influência direta no desenvolvimento da sarna demodécica, sendo que algumas raças têm maior tendência para o problema. São elas:

  • Pug;
  • Bull Terrier;
  • West Highland Terrier;
  • Yorkshire;
  • Bulldog Francês e Inglês;
  • Pitbull. 

Sintomas e tratamento

Os sintomas de sarna demodécica são fáceis de serem percebidos e identificados, por mais que a coceira — comum em outros tipos de sarna canina — não seja presente. Os sintomas mais comuns que podem ser observados são:

  • Vermelhidão na pele;
  • Falhas no pelo;
  • Infecção bacteriana secundária;
  • Pele áspera em tons acinzentados;
  • Descamação;
  • Inchaço da pele;
  • Oleosidade no pelo e na pele;
  • Mau cheiro. 

Sintomas e tratamento

O tratamento para sarna demodécica varia de acordo com cada caso, se modificando conforme as causas do problema, a extensão das lesões e a presença de bactérias nas feridas. O pet só é considerado curado depois que as lesões desaparecem. 

Prevenindo a sarna demodécica

Uma vez que está diretamente associada à imunidade, a sarna demodécica pode ser prevenida por meio da qualidade de vida. Por isso, administrar vermífugos regularmente, manter as vacinas em dia, e utilizar antipulgas são medidas fundamentais para prevenir o problema. 

Esses são cuidados que ajudam diretamente na prevenção de doenças que podem prejudicar o sistema imunológico do cachorro. Além disso, é recomendado evitar situações que podem deixar o cão estressado, o que inclui manter uma rotina de passeios aliada a técnicas de enriquecimento ambiental para que o pet fique menos ansioso. 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *